08 fevereiro, 2006

A Janela!!!

- A janela é minha cúmplice quando paro
para ver o céu, a rua, o seu olhar.
- Perco-me nos carros em movimento,
no cruzamento, nas bicicletas sem freios,
no velho, na criança, no andar descompassado
da tarde que não termina.
- A chuva vem molhar o vidro
e distorce a distância dos teus passos,
ainda lentos, e, quando respiro (ainda vivo!),
embaça o vidro e me perco de vista e do seu aceno.
- No balanço de seus braços acenando,
dos seus passos me encantando, vou sonhando,
pensando no tempo que não para,
para quando eu mais quero acompanhar você, distante...
- Janela que agora fecha sua cortina cinza e nela
também a minha rotina de espiar o infinito,
o desatino, o incontido desejo de poder (ou querer?)
estar ao seu lado, como se o tempo soubesse
me dizer a qualquer momento quando você vai acenar,
passar novamente e eu esperando,
espiando o céu, a rua, seu olhar...

4 Comments:

Blogger reflexoes depois said...

as janelas são os olhos da casa... belas cúmplices com certeza! Beijos

13:55  
Anonymous Lidiane said...

Gosto de janelas.
E janelas abertas.

14:50  
Blogger Maheve said...

Os olhos são as janelas da alma, é preciso saber olhar para enxergar a vida lá fora ;)

Beijo

00:59  
Blogger Patty said...

Olá querido. As janelas nos abrem o horizonte.Um beijo e ótimo dia!

08:51  

Postar um comentário

<< Home

online